Curso de e Artesao de biojoias

Cada vez mais, as pessoas estão em contato com a moda, seja investindo em diversos looks ou produzindo um estilo próprio. Nesse sentindo o mercado das biojoias tem se tornado um grande investimento para os artesãos, já que utiliza de recursos locais para confeccionar bijuterias como brincos e colares. A ideia, que além de sustentável faz parte de uma cultura popular, ganhou força após o sucesso do Capim-dourado entre as famosas, que passaram a desfilaram com bijuterias, bolsas e até joias finas produzidas na base deste produto natural do Brasil. O curso pretende ensinar o aluno a preparar materiais naturais para confecção de bijuterias em geral: brincos, colares e pulseiras. O profissional será capaz de manusear sementes, flores e até capim, transformando-os em interessantes e finos adereços.

Público-alvo

O curso é destinado tanto para pessoas que queiram ingressar na arte de confecção de bijuterias quando para o artesão que já produz, mas deseja aperfeiçoar seu trabalho com a utilização de mais uma técnica. Por se tratar de um trabalho manual artístico é também destinado àqueles que buscam uma atividade que desenvolva suas aptidões para o crescimento pessoal, ora criando, ora usando produtos de confecção própria. O mercado de trabalho é amplo e permanente, o que atrai cada dia mais pessoas.

Perspectivas no mercado de trabalho

O artesão tem a possibilidade de trabalhar de forma autônoma ou para empresas especializadas. Várias são as feiras destinadas à exposição dos trabalhos de artesãos autônomos, o que facilita a venda e possibilita ao artesão fazer seu próprio horário de trabalho. Ao profissional autônomo é também aberta a possibilidade de criatividade, explorando ainda mais suas aptidões e interesses pessoais. Nas empresas de confecção, o artesão pode trabalhar por encomenda ou por coleção (semestral, anual), tendo a oportunidade de trabalhar com outros artistas, criando e confeccionando peças para um público específico.

Média salarial

O salário pode variar bastante dependendo do modo de trabalho. Se autônomo, o profissional pode vender suas peças em média a R$50 cada, dependendo do material e do tipo de trabalho usado. Trabalhando por encomenda ou para uma empresa, o valor da peça pode chegar a R$30 cada, mas é um trabalho em maior quantidade, o que garante a venda e o retorno rápido. Em média, um profissional artesão pode ganhar de R$1000 a R$1500, sempre dependendo do seu horário de trabalho e disposição.

Dica

Por se tratar de um trabalho artístico, o profissional autônomo que se dedica diariamente ao trabalho pode garantir uma renda extra todo mês.

Não encontramos nenhum curso no momento...

E aí, está animado para fazer o curso? Compartilhe conosco!