O curso de Técnico Judiciário é, sem dúvidas, uma das carreiras mais abrangentes na área da iniciativa pública pois permite que o candidato opte por atuar tanto na área administrativa, quanto na área jurídica do Tribunal de Justiça. No curso são abordadas matérias como Direito Administrativo, Direito Constitucional, Direito do Trabalho e Direito Processual. O candidato também deverá dominar questões discursivas sobre regras da Língua Portuguesa, saber criar uma boa redação, obter noções de Informática e Atualidades.

Para o candidato a técnico judiciário na área administrativa, o curso tem a duração média de 8 meses. Já para quem deseja atuar na área de auditoria jurídica, o curso pode ser um pouco mais longo – duração média de 9 meses. Ao final de ambos os preparatórios, o candidato deve estar apto para realizar pesquisas de cunho técnico, adequação de teses e rotinas processuais. Os cursos contam com estágio supervisionado antes de sua conclusão.

Na iniciativa pública, o técnico judiciário atua principalmente com rotinas de administração e atendimento ao público, além de ser o responsável por elaborar certidões e relatórios.

Caso a área de ingresso desejada seja a iniciativa privada, o técnico judiciário poderá vir a  atuar principalmente em escritórios de advocacia e auditoria jurídica.

As atribuições de um técnico são:

  • Atendimento ao público.
  • Assinar e redigir ofícios.
  • Arquivamento, cadastros e outros de arquivos.
  • Auxiliar no cumprimento e ordens jurídicas, movimento de processos, datilografia, recebimento de correspondências e documentos.
  • Organizar documentos
  • Manutenção e controle dos documentos jurídicos e livros sob guarda.
  • E executar outras tarefas correspondentes ao cargo.

Alem do curso, é também possível entrar no cargo só com o ensino médio. Pois o concurso é para nível médio. Se puder se preparar, esse curso te dará uma base para a prova. Muitos cursinhos hoje fazem o preparatório para o concurso que acontecem todos os anos, geralmente os meses de fevereiro e março.

Muitos cursos online oferecem as aulas gratuitamente com vídeo aulas e apostilas, basta procurar o curso certo e que valha a pena fazer. Mas vale lembrar que a dedicação é por sua conta, quando mais estudar, mais chances tem de conquistar uma vaga.

Público Alvo

Para ingressar no curso e se tornar um técnico judiciário, homens e mulheres que possuam interesse devem apresentar certificado de conclusão do ensino médio até o momento de posse no cargo. A idade mínima requerida é de 18 anos até a última data de inscrição no curso e a idade máxima para esta função costuma ser de até 70 anos de acordo com a Constituição Federal. É necessário também estar em dia com as obrigações eleitorais, não possuir precedentes criminais, apresentar boa saúde física e mental, além de alcançar nota objetiva igual ou superior a 200 pontos na prova. Para candidatos do sexo masculino, é importante reforçar: estar em dia com o serviço militar obrigatório é imprescindível para garantir sucesso na sua inscrição.

Perspectiva no Mercado de Trabalho

Como já se sabe, o principal motivo de grande disputa hoje em dia por uma vaga em concursos públicos é a tão sonhada estabilidade financeira, além das próprias vantagens que o cargo em si já oferece. Além da vantagem financeira, apresentamos mais um pró: o concurso ocorre com certa frequência e geralmente com grande número de vagas abertas – costuma girar em torno de 250 – o que oferece maior chance de alcançar a posição desejada. Sobre a carga horária trabalhada, os editais preveem entre 30 e 40 horas de trabalho semanais, cerca de 6 horas e 30 minutos de trabalho por dia, o que abre portas ao profissional para que trabalhe e busque maior qualificação durante o mesmo período sem se comprometer.

Ao contrário do que alguns ainda pensam, as leis trabalhistas para funcionários públicos não são garantidos pela tradicional CLT e sim de acordo com regras estatutárias. E para assegurar a validade de todos benefícios previstos no edital para técnico judiciário, o profissional da área também conta com um sindicatos específicos, como o SINDJUSTIÇA  e ANATECJUS (Associação Nacional dos Técnicos do Poder Judiciário).

Hoje o mercado é formado por 61% de mulheres e 39% de homens, entretanto qualquer pessoa pode fazer o curso de técnico judiciário. Segundo pesquisas, um técnico futuramente pode vir a se tornar um advogado, pois o ramo é favorável para tal cargo. Para tal acontecimento, será necessário uma graduação, entretanto o meio de trabalho já vai estra aberto para você.

Média Salarial

O salário inicial de um técnico judiciário pode ser de R$6.167,99, adicional por qualificação do profissional e ajuda de custo no auxílio alimentação, no valor de R$884,00. Também há garantia de maiores bonificações ao ultrapassar 12 anos no exercício da função, podendo chegar a até R$12.282,39 mensais. O valor e as bonificações podem variar dependendo da localidade.

Dicas

Apesar de todos os benefícios e carga horária bastante atrativa, o candidato a técnico judiciário precisa ser uma pessoa com bastante atenção e assertiva no que faz, por ser uma profissão que requer bastante responsabilidade. A boa notícia é que nesta área de atuação não há riscos de segurança para o técnico judiciário (insalubridade)  – como acontece com profissionais militares e da área da saúde – porém exige paciência e capacidade de se expressar claramente na escrita, tendo em vista que por vezes o profissional pode ser convocado para participar de comissões atuando como datilógrafo ou até mesmo elaborando relatórios e documentos, além de estar sempre apto para o atendimento e esclarecimento ao público em ouvidorias. Uma boa opção é também fazer um curso de idiomas, pois assim você conseguirá fazer uma especialização fora do pais o que automaticamente eleva o valor do seu currículo no mercado de trabalho.

Curso Gratuito de Técnico Judiciário (Senai, Senac e Outros)
Avalie o artigo

Veja a lista completa de cursos gratuitos com vagas abertas!

Como me inscrevo? Clique aqui para entender!

Não encontramos nenhum curso no momento...